quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Resumo da Psicogênese da Língua Escrita









PRÉ-SILÁBICO
ü Expressa seu pensamento através de desenhos, não tendo a noção de escrita no sentido propriamente dito. Escrever é a mesma coisa que desenhar.
ü Além do desenho, expressa seu pensamento através de garatuja ou rabiscos, aqui a criança inicia o conceito de escrita, mas ainda não conhece as letras do alfabeto e seu valor sonoro;
ü Já conhece algumas letras do alfabeto, mas as utiliza aleatoriamente, pois não faz nenhuma correspondência sonora entre a fala e a escrita. Para escrever é preciso muitas letras.
ü A criança acha que os nomes das pessoas e das coisas têm relação co os seus tamanhos. Se perguntar a criança: qual a palavra maior: BOI ou FORMIGUINHA? Ela dirá: BOI é uma palavra GRANDE e FORMIGUINHA uma palavra PEQUENA, atentando para o tamanho dos animais. A superação do realismo nominal se dará no fim da fase da escrita pré-silábica;
ü Ao ler palavras e orações, não marca a pauta sonora.
Realismo nominal 




 

 




 
 

TOMATE = ARMSBD
CAVALO = AMTOEL
PÃO = ATROCDG

ÁRVORE = PIRV2N






SILÁBICO
ü A criança supõe que a escrita representa a fala. É a fase que se inicia o processo de fonetização; nesta fase, ela tenta fonetizar a escrita e dar valor sonoro as letras.
ü Cada sílaba é representada por uma letra com ou sem conotação sonora. Em frases pode escrever uma letra para cada palavra. Desvincula o objeto da palavra escrita.
ü Escrita silábica sem valor sonoro: a criança escreve uma letra ou sinal gráfico para representar a sílaba, sem se preocupar com o valor sonoro correspondente.
ü Escrita silábica com valor sonoro: a criança escreve uma letra uma letra para cada sílaba, utilizando letras que correspondem ao som da sílaba; às vezes usa só vogais e outras vezes, consoantes.

Sem valor sonoro:

TOMATE =  RTO                      
CAVALO = BUT
PÃO = TU

Com valor sonoro:

TOMATE = TMT / OAE / TAT / OME
CAVALO = CVL / AAO / AVO / CAL       
PÃO = PU / AO


SILÁBICO-ALFABÉTICO
ü A criança está a um passo da escrita alfabética.
ü A criança apresenta uma escrita algumas vezes com sílabas completas e outras incompletas. Ou seja, ela alterna escrita silábica com escrita alfabética, pois omite algumas letras.
ü O valor sonoro torna-se imperioso, e a criança começa a acrescentar letras principalmente na primeira sílaba.

TOMATE = TMAT
 CAVALO = CVALU                             
 PÃO = PA
 O CAVALO PISOU NO TOMATE = UCVALUPZONUTMAT
TIAGO = TIAO


ALFABÉTICO
ü A criança faz a correspondência entre fonemas (som) e grafemas
(letras). Ela atinge a compreensão de que as letras se articulam para formar palavras.
ü Escreve como fala, ou seja, vê a escrita como transcrição da fala, não enxergando as questões ortográficas.

BICICLETA = BISILTA
PETECA = PTECA
LÚCIA JOGA PETECA = LUSIA GO PTEC

Um comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *